quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Acusado de Matar Policial e outros crimes é exterminado no Alecrim em Natal

O suposto comerciante Claudísio Cardozo Ferreira, assassinado no Alecrim, na manhã de ontem (27), era considerado um dos criminosos mais procurados no estado do Ceará. Pita, como era conhecido, comandava o tráfico de drogas em alguns bairros de Fortaleza e é apontado como mandante de duas chacinas.

Em uma dessas chacinas, quatro crianças foram mortas. Além disso, Claudísio também era investigado por ser o possível mandante da morte do policial civil José Célio Leite Lima, inspetor da Delegacia de Narcóticos do Ceará.

Pita era fugitivo da Justiça cearense por crimes como tráfico de drogas, roubo e sequestro. Ele também era suspeito de ter comandado, no último domingo (24), o ataque ao posto de fiscalização da Secretaria Estadual da Fazenda, em Aracati (CE), quando um policial militar foi morto e um fuzil roubado.

Na ocasião, os criminosos usaram um carro roubado no Rio Grande do Norte e fugiram em direção à Mossoró.

Claudísio Cardoso Ferreira, de 32 anos, foi executado na manhã de ontem quando chegava ao seu estabelecimento comercial, no Alecrim, em Natal. Dois homens em uma motocicleta chegaram ao local por volta das 8h e efetuaram vários disparos. Pita foi morto com sete tiros de pistola calibre 380.

No ano passado, Claudísio foi preso no Ceará e chegou a oferecer R$ 90 mil aos policiais para que o liberassem. Ele também era acusado de sequestrar um advogado e de roubo a carros-fortes.

Fonte: Nominuto
←  Postagem mais recente Postagem mais antiga  → Página inicial

3 comentários :

Anônimo disse...

Lamento a morte deste companheiro policial no Ceará!!!
Chega de mortes contra policiais e ficar por isso mesmo!!!
Como dizem: "Bandido bom é bandido morto".
Se a justiça (branda, antiquada, corrupta, defensora de vagabundos) não consegue deixar um bandido dessa estirpe atrás das grades, tem-se que fazer isso mesmo, e com toda a sua quadrilha!

GAROTO RP disse...

Não tenho medo em afirmar que nossa polícia segue os preceitos dos Oficiais que temos, É extremamente elitista. Não abordamos carros caros, nem pessoas bem vestidas, se abordamos, ao checar seus documentos, não verificamos a POLINTER dos mesmos. Existem muitos bandidos escondidos em nosso Estado e cabe a nós a prisão desses delinquentes que usam nosso estado como esconderijo, digo mais, muitos são nossos vizinhos. Temos que lembrar que documentos se compram (como quase tudo no Brasil), outra coisa, bandido também fica velho, o cabelo fica branco, etc. Temos que ter respeito ao abordar, sem se descuidar com a nossa própria segurança.

Comunidade disse...

PARABÉNS GLORIOSA!!!
-1

Rádio Guerreiros do RN

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=